Nebulosasilenciosa's Blog

Just another WordPress.com site

Archive for Uncategorized

Nebulosa Silenciosa – um espetáculo do Grupo Zum

O espetáculo de dança ‘nebulosasilenciosa’ faz interface com
performance, dança, instalação e audiovisual. Exprimindo os desejos e os segredos, seguindo a intuição para um lugar ainda desconhecido e inexplorado do universo feminino.

O grupo Zum ao reinventar uma  mulher que vive neste século e para o século 21, chega ao enigma da mulher, do seu corpo e da censura que traduz  a cultura e os tabus sobre o seu corpo.

As reflexões espelhadas na busca da integridade corporal e sua peculiar expressão extrapolam os simples arquétipos das regras sociais e da cultura machista que se sobrepõem através de forças invisíveis e físicas a domesticação deste corpo e da sua natureza.

Os limites, entre a liberdade e a censura, nos fazem refletir sobre a falta de modelos para a mulher pós moderna. Apontam para um comportamento que através de um discurso libertário de uma independência que apenas substitui o homem  em alguns papéis canonizados.
Em resposta cria-se uma ficção como escape da realidade que se impõe.
A expressão humana imprimida na virtualidade, num anseio do pensamento expressado numa imagem artística.

 

O espetáculo de dança ‘nebulosasilenciosa’ faz interface com performance, instalação e audiovisual. O espetáculo ‘nebulosasilenciosa’ cria uma retórica que exprime os desejos e os segredos, seguindo a intuição para um lugar ainda desconhecido e inexplorado do universo feminino. Como resultado do trabalho de conclusão de curso em artes corporais o grupo Zum propõem um espetáculo que reinventa uma mulher que vive neste século e para o século 21. O enigma da mulher, do seu corpo e a censura que traduz a cultura machista e os tabus sobre o corpo da mulher são reflexões para buscar a integridade corporal e sua peculiar expressão. Os arquétipos das regras sociais e da cultura machista se sobrepõem através de forças invisíveis e físicas a domesticação do corpo da mulher e da sua natureza. Os limites da liberdade em oposição a censura e a falta de modelos para a mulher pós moderna apontam o machismo ditando o comportamento da mulher através de um discurso libertário de uma mulher independente e que apenas substitui o homem em alguns papéis canonizados. Em resposta cria-se uma ficção como escape da realidade que se impõe. A expressão humana imprimida na virtualidade, num anseio do pensamento expressado numa imagem artística.

Hello world!

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!